Renata Cundari



Renata escreve sobre suas experiências com Deus e também sobre como ela enxerga essa relação tão bonita e as vezes tão falha entre as pessoas e o Criador.

Como ela mesma se descreve?

21 anos bem vividos.
Alguns pensam que o que  tudo o que deu errado na minha vida foi fracasso, mas tudo somado as minhas alegrias formam quem sou eu hoje. Sou menina moleca, não tenho frescuras. Exceto que odeio muvuca. Odeio ser enganada. Não admito mentiras. As vezes falo demais, sem virgulas ou pausas e em tantas outras o meu desejo é de ficar quietinha no meu canto, até o sangue esfriar, porque sou nervosa demais. Já fui ciumenta até perceber que o ciúmes não tem serventia nenhuma. Jornalismo é minha paixão. Sou grudada com a minha familia. Sou namorada e quase mãe do Douglas. Não sou tão forte quanto alguns pensam, eu choro e me machuco com facilidade. Sou pequenininha e detesto quando não sou levada a sério. 
Peqenininha, odeio não ser levada a sério.  Muito do que sou hoje se resume aos momentos de falhas, de brigas e desentendimentos. Entretanto, momentos que renderam aprendizados, onde eu com a ajuda de Deus consegui retirar apenas o que de bom me servia. A propósito, sinto uma grande necessidade de falar de Deus pra pessoas, sinto que o mundo precisa disso, sinto que algumas pessoas precisam desse amor de Deus e nem percebem, buscam em coisas vazias. Deus é meu tudo, alicerce dos meus planos, razão para os meus sonhos e guia para os meus passos. Deus é Minha # VIDA e é com você que quero COMPARTILHÁ-Lo!